Como Instalar o WordPress, Passo a Passo.

como-instalar-o-wp

O blog já não tem actualizações há alguns meses, e peço desculpa por isso. Decidi actualizar o blog para criar artigos também para iniciantes, e como o primeiro passo é intalar o WordPress, aqui fica como o fazer.

O WordPress é actualmente uma das mais poderosas ferramentas de blogging existentes na Internet. Este gestor de conteúdos permite aos utilizadores criarem o seu próprio blog, com um sistema que apresenta uma utilização bastante fácil e intuitiva, permitindo assim o acesso de todo o tipo de pessoas.

Actualmente, o WordPress possui um site oficial onde os utilizadores podem criar os seus blogs com apenas alguns cliques. Contudo, está ainda disponível uma instalação manual, que é aquela que irá ser focada com mais interesse neste artigo.

1- O porquê de uma instalação manual

A instalação manual do WordPress significa que o mesmo será instalado por nós, na nossa máquina ou no servidor do nosso alojamento. Tal permite que haja um total controlo sobre todas as configurações possíveis do WordPress, por exemplo. É assim possível a adição de publicidade própria, a edição mais avançada de alguns aspectos do código do gestor de conteúdos ou dos seus temas visuais.

2- Como escolher um alojamento

Agora que abordámos os motivos pelos quais deveremos optar por uma instalação manual, é agora útil termos algum conhecimento dos recursos utilizados pelo WordPress, de forma a que seja possível encontrar um alojamento que consiga suportar esses recursos.

O WordPress é feito numa base de código PHP, e utiliza uma base de dados SQL. Assim sendo, o alojamento a adquirir deverá suportar PHP na versão 5.2.4 ou superior, e MySQL 5.0 ou superior. Estes dados são geralmente fornecidos nas páginas de apresentação dos planos de alojamento das empresas. Caso não estejam visíveis ou existam dúvidas sobre este tipo de recursos, o melhor é mesmo contactar o suporte da empresa onde está a visualizar os planos de alojamento.

Quanto aos restantes recursos, estes estão bastante dependentes do número de visitantes expectáveis para o nosso blog. Quanto mais utilizadores recebermos, mais espaço necessitaremos na base de dados. Caso utilizemos muitas extensões para adicionar funcionalidades ao nosso WordPress, ou utilizemos galerias de imagens ou outro tipo de ferramentas relativamente pesadas em termos de espaço, será também necessário solicitar um alojamento com algum espaço de alojamento superior, que nos pareça servir as nossas necessidades. Caso seja necessário expandir este espaço, as empresas geralmente permitem que tal seja feito, mediante um aumento da mensalidade.

Numa última nota, é importante que sejam visitadas várias empresas e comparados os vários planos, principalmente na questão da relação de preço / qualidade. Se podemos poupar e garantir na mesma um bom serviço, porquê pagar mais?

Juntamente com o nosso alojamento devemos igualmente comprar um domínio, que nos permita possuir, por exemplo, uma extensão ‘.com’ no nosso site, tornando-o mais profissional e credível.

3- Descarregar os ficheiros necessários

Após termos o nosso alojamento e domínio, precisamos agora dos ficheiros de instalação do WordPress. Para tal, devemos seguir até ao endereço http://pt.wordpress.org/releases/ para efectuar o download dos ficheiros. Convém ter o cuidado de descarregar a última versão disponível, para garantir uma maior segurança e fiabilidade do gestor de conteúdos WordPress.

download-wordpress-release

Após descarregar estes ficheiros, devemos então extraí-los para uma pasta no nosso computador.

4- Enviar os ficheiros para o alojamento

Quando adquirimos o nosso alojamento, foram-nos fornecidos uma série de dados, entre os quais se encontram o host FTP, nome de utilizador FTP e a palavra-passe FTP.

Através de um programa de acesso FTP, e utilizando estes dados, poderemos aceder ao nosso alojamento como se fosse uma pasta no nosso computador, e depois basta enviar os ficheiros.

Alguns dos mais conceituados clientes de FTP são o Filezilla, CuteFTP, SmartFTP, entre outros, pagos ou gratuitos.

ftp

Ao enviarmos os ficheiros para o servidor, devemos ter o cuidado de os colocar dentro da pasta public_html, htdocs, www, ou outro nome semelhante, pois esta pasta é a partir de onde o site será, na prática, carregado.

5- Criar uma base de dados

Juntamente com os dados referidos acima, será também fornecido um endereço para aceder ao painel de controlo da sua conta, cujos dados de inicio de sessão terão sido inicialmente fornecidos. Deverá utilizar esses dados para entrar no painel de controlo da sua conta de alojamento.

Dentro desta conta, dependendo de o sitema é o cpanel ou outro, deverá procurar por algo que fale em bases de dados, ou SQL, ou MySQL, onde haja uma opção para criar uma nova base de dados.

Deverá entrar nessa opção e criar uma base de dados nova. Para criar esta base de dados, basta escolher um nome para ela, um nome de utilizador, e uma palavra-passe. É extremamente importante que estes dados sejam memorizados ou anotados, pois eles irão ser precisos de seguida, no próximo passo.

base-de-dados

6- Instalação do WordPress

Para seguir para a instalação propriamente dita do WordPress, deverá aceder a http://o_seu_site.com/wp-admin/install.php, onde aparecerá um formulário que deverá ser preenchido. Neste formulário deverá introduzir o nome da base de dados, o nome de utilizador da base de dados, e a palavra-passe. Estes dados deverão ter sido obtidos no último passo, referente à criação da base de dados. O host da base de dados deverá ser ‘localhost’, a menos que haja uma especificação em contrário da empresa onde está o alojamento. Quanto ao prefixo das tabelas da base de dados, poderá ficar como está.

instalacao-fim

E chegamos ao fim, caso tudo tenha corrido bem, já devem ter o vosso WordPress instalado e pronto a ser usado. Caso tenham alguma duvida, deixem um comentário mais a baixo.



Com um total de 70 posts.

Comenta com força que é de graça!